Posts Tagged:neurologista

Enxaqueca e outros ridículos

Não sei se vocês sabem, mas enxaquecosos são seres rastejantes, humilhados, dispostos a tudo pelo alívio imediato. Damos senha de banco, fazemos cartão da Renner, largamos o glúten e tudo mais que for preciso.

Respondendo à pergunta que você está fazendo agora. Sim, já fiz acupuntura, Pilates, Yoga, tomei homeopatia, florais de Bach, fiz massagem (uma delícia, mas no meu caso foi só isso), fui a 3 pais de santos diferentes. O último me chacoalhava todinha pra por as coisas da cabeça no lugar. Nada funcionou.

Semana passada  me resignei a procurar novamente um neurologista. Coisa que adio há anos. Mas em meio a uma crise inclemente, que já me maltratava há 3 dias, resolvi adiantar o expediente fazendo a pior coisa nessa situação: fui ao Google.

“Enxaqueca, alívio imediato”. Junto com a enxurrada de chás de gengibre (ah! Já tomei litros também), batatas geladas na testa e outras recomendações, surge ELE.

O salvador, o picareta,  que há 15 anos me prometeu a redenção, a cura, mediante alguns muitos mil reais e suspeitas injeções. E  que devolveu meu dinheiro na primeira ameaça de escândalo. Suspeito, não? E estava lá do mesmo jeitinho, pontificando, prometendo, seduzindo.

Lembrem-se do que falei: seres rastejantes….

Pois muito bem. Pensei, o cara é charlatão há tantos anos, tem que ter aprendido algo, não é possível. Ainda dá expediente no mesmo endereço. Merece crédito! Ainda por cima, menciona Harvard! Só tinha uma coisa ainda suspeita, ele dizia que o novo procedimento podia não dar certo de cara…

Já tinha tomado a decisão. Mandei a Laura, minha filha de 4 anos,  para fora do quarto e comecei o procedimento, que era simples e eficaz, como tudo na vida deve ser! Gostei.

Mergulhei chumaços de algodão em água gelada e fui enchendo a bochecha por dentro, até não poder mais. De quando em quando renovava a água gelada. Depois, coloquei pedaços de gelo na testa e apertei bem com um lenço estiloso que eu tenho.

Fiquei parecendo o Marlon Brando em Poderoso Chefão, por uns 30 minutos.

A dor só piorava. Eu já ia me encaminhando para o choro arrependido quando, morta de curiosidade, Laura abre a porta e vê a cena.

– Mãe, que brincadeira nova é essa?

Meia hora depois, meu chapa, meu amigo, o entregador da farmácia me traz o bom e velho Sumaxx.

Junto com o alívio, voltam a autoestima, senso crítico e a promessa de marcar logo um consulta.

 

0 comentário